Blog

Efeitos da pílula anticoncepcional no organismo

Dr Fernando Guastella

Efeitos da pílula anticoncepcional no organismo

A pílula anticoncepcional foi uma das descobertas mais importantes para a sociedade moderna, permitindo o tratamento de diversas condições ginecológicas, com o mioma, adenomiose, endometriose.

 

O tratamento hormonal visa principalmente o controle dos sintomas como a cólica menstrual e o sangramento aumentado.

 

Os tratamentos hormonais não curam as doenças, mas controlam os sintomas até a menopausa, onde estas doenças regridem e os sintomas desaparecem.

 

O uso da pílula anticoncepcional começou no ano de 1960 e passou a fazer parte da vida das mulheres principalmente para a prevenção da gravidez, contribuindo para a liberdade sexual feminina.

 

Mas como todo medicamento, o anticoncepcional possui vantagens e desvantagens. Neste texto vou abordar alguns dos efeitos no organismo.

Impactos positivos das pílulas anticoncepcionais

  • Prevenção da gravidez;
  • Diminuição do sangramento menstrual;
  • Controle do ciclo menstrual;
  • Redução da cólica menstrual;
  • Diminuição no risco de câncer de endométrio, ovário e intestino;
  • Melhora da pele com redução de espinhas e diminuição na queda de cabelo;
  • Melhora da tensão pré-menstrual (TPM);
  • Tratamento da síndrome dos ovários policísticos.

Impactos negativos das pílulas anticoncepcionais

  • Aumentam a chance de trombose
  • Aumentam a chance de câncer de mama
  • Aumentam a chance de desenvolver um adenoma hepático;

Prevenção da gravidez

As pílulas quando tomadas corretamente apresentam taxas de proteção superior a 99% ao longo de um ano, porém o uso inadequado é um dos fatores mais relacionados a gestações indesejadas, principalmente na adolescência.

Risco de câncer

O risco do desenvolvimento de câncer em usuárias de pílula anticoncepcional encontra-se aumentado para mama e diminuído para ovário, endométrio e intestino. A taxa de mortalidade global por câncer não é afetada, quando comparada com mulheres que não fazem uso de hormônios.

Ciclo menstrual

As mulheres que usam pílulas combinadas, ou seja, com estrogênio e progesterona apresentam um controle muito preciso das menstruações, permitindo em situações especiais como em uma viagem ou festa, a programação da menstruação para uma data mais conveniente.

 

Outra opção é não menstruar, sem nenhum efeito deletério ao organismo. Os anticoncepcionais também diminuem as cólicas menstruais e são importantes ferramentas no controle dos sintomas das mulheres com endometriose, miomas, sangramento uterino disfuncional e adenomiose.

Anticoncepcional e saúde bucal.

Um dos principais impactos dos anticoncepcionais na saúde bucal é o aumento da sensibilidade das gengivas e a predisposição para o aparecimento da placa bacteriana, tártaro e gengivite.

 

Tártaro: O tártaro é uma película amarelada e visível que se acumula na base dos dentes. Quando não removido facilita a inflamação local, predispondo a sangramentos, irritações e até mesmo a perda de dentes, o que pode ocasionar a necessidade de implantes dentários.

 

Gengivite: É causada pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes, causando um processo inflamatório na gengiva, o que favorece ao sangramento ao escovar os dentes ou passar fio dental. Quando não tratada corretamente pode levar a perda do dente e a necessidade do implante dentário.

 

Uma opção interessante para pessoas que querem melhorar a estética bucal é o uso de lente de contato dental.

Risco de trombose e pílula anticoncepcional.

Todos os anticoncepcionais que apresentam estrogênio em sua formulação, aumentam o risco de trombose, enquanto contraceptivos somente com progestágenos não interferem no risco de trombose.

Tensão pré-menstrual

A tensão pré-menstrual, também conhecida como TPM é causada pela diminuição súbita dos hormônios próxima da menstruação. As pílulas por impedirem as variações hormonais, são a primeira linha de tratamento para a TPM.

 

Se você achou o texto interessante deixe seu comentário.

médico especialista em endometriose

Dr. Fernando Guastella é cirurgião ginecológico pela USP e especialista em ultrassonografia e cirurgias minimamente invasivas.

 

Agora que você já sabe um pouco sobre os efeitos da pílula anticoncepcional, agende uma consulta.

                                                      kyleena

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Cuide-se.
Tire todas as
suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *