Blog

Tudo sobre endometriose na cicatriz da cesárea

endometriose na cicatriz da cesárea

Endometriose na cicatriz da cesárea: sintomas, diagnóstico e tratamento

A endometriose na cicatriz da cesárea é uma doença pouco comum, acontecendo entre 0,03 e 0,45% das mulheres que fizeram uma cesárea.

 

O local mais comum do aparecimento da doença é na região lateral da cicatriz na barriga, mas também pode acontecer na região central e o tempo médio para o aparecimento dos sintomas a partir da cesárea é de 2 anos e meio.

 

Existem três tipos de endometriose que podem acontecer na parede abdominal, sendo que a endometriose na cicatriz da cesárea é uma das possibilidades da chamada endometriose de cicatriz cirúrgica.

Tipos de endometriose da parede abdominal

Endometriose de cicatriz cirúrgica

A endometriose de cicatriz cirúrgica pode acontecer após qualquer procedimento cirúrgico, como por exemplo após retirada do útero ou de miomas, porém, a cirurgia que mais determina o aparecimento da doença é a cesárea.

 

A endometriose de cicatriz não determina maior chance para a mulher apresentar outros focos de endometriose na pelve, mas é recomendada a investigação. 

Sintomas

Os principais sintomas da endometriose na cicatriz da cesárea são:

  • Dor bem localizada em algum local na cicatriz da cesárea, principalmente durante as menstruações;
  • Presença de nódulo “caroço” palpável na cicatriz da cesárea.

 

Os sintomas citados acima são específicos para a endometriose na cicatriz da cesárea, porém outros sintomas podem estar associados quando existe endometriose em outros locais.

 

endometriose na cicatriz da cesárea

Sintomas de endometriose em outros locais:

  • Cólica no período menstrual;
  • Dor pélvica crônica;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Diarreia, constipação ou dor para evacuar durante o período menstrual;
  • Dor para urinar durante o período menstrual;
  • Infertilidade, independentemente de sintomas dolorosos;
  • Distensão abdominal;
  • Fadiga crônica.

Diagnóstico

O diagnóstico da endometriose na cicatriz da cesárea deve ser realizado pela história clínica típica e pelo exame físico.

 

A ultrassonografia de parede abdominal confirma o diagnóstico e auxilia no planejamento da cirurgia, fornecendo informações referentes a profundidade, estruturas acometidas e tamanho da lesão. 

 

O exame de ultrassom é realizado no próprio consultório, após o exame físico, já confirmando ou afastando a possibilidade de endometriose na cesárea.

 

Endometriose de cicatriz de cesárea
Endometriose na cicatriz da cesárea, identificada pela ultrassonografia de parede abdominal. O nódulo escuro é a endometriose.

 

Os melhores exames para serem realizados para completar a investigação da endometriose na pelve são o ultrassom transvaginal com preparo intestinal e a ressonância magnética.

 

É importante que estes exames sejam realizado por um profissional especializado em endometriose.

Tratamento

O tratamento da endometriose na cicatriz da cesárea deve ser realizado com cirurgia.

 

Antes da cirurgia são necessários alguns cuidados, para que a retirada da doença seja completa, pois do contrário a doença pode voltar.

 

Cirurgias realizadas por profissionais não especializados e margens comprometidas são causas de recidiva da doença. Caso você apresente novamente a doença, será necessário um novo procedimento cirúrgico.

 

Embora não seja comum a associação com endometriose profunda, a cirurgia para endometriose profunda pode ser realizada juntamente com a cirurgia de endometriose na cicatriz da cesárea.

 

Se os sintomas da endometriose profunda estiverem bem controlados com o tratamento hormonal, apenas a endometriose na cicatriz da cesárea deve ser retirada e a laparoscopia para a endometriose não deve ser realizada.

 

A transformação maligna da endometriose na cicatriz da cesárea pode acontecer e deve ser suspeitada em lesões de crescimento rápido, lesões intramusculares e lesões que cheguem até o peritônio.

 

O diagnóstico diferencial da endometriose da cicatriz da cesárea é principalmente com granuloma e tumor desmoide.

 

Quando existir alguma suspeita para câncer, deve-se realizar biópsia da lesão, antes da cirurgia.

Endometriose umbilical

A endometriose umbilical é um tipo de endometriose de parede abdominal que acontece fora da pelve, na cicatriz do umbigo.

 

A endometriose umbilical é uma doença pouco comum, acontecendo em cerca de 0,2 a 4% das mulheres com endometriose. 

 

Não possui relação com cesárea, ou qualquer outra cirurgia prévia e em cerca de 26% das vezes é identificada outros focos de endometriose profunda na pelve, motivo pelo qual, é fundamental realizar a investigação completa da endometriose.

Endometriose na região inguinal

A endometriose da região inguinal é a forma mais rada das endometriose de parede abdominal.

 

Estas mulheres não apresentam na maior parte das vezes história prévia de cesárea ou qualquer outra cirurgia abdominal. 

 

O sintoma é dor cíclica na região inguinal associado a um nódulo palpável. 

 

Devido ao fato da endometriose comprometer os tecidos da região inguinal, quase sempre é necessária a colocação de tela, sendo importante a abordagem cirúrgica conjunta com um cirurgião geral. 

Infertilidade e endometriose na cicatriz da cesárea

A infertilidade está presente em cerca de 30-50% das mulheres com endometriose na pelve.

 

Como na endometriose de cicatriz de cesárea não existem geralmente outros focos de endometriose na pelve, a fertilidade costuma estar normal.

 

Os mecanismos da infertilidade na endometriose pélvica estão relacionados ao processo inflamatório crônico na pelve, dificultando a implantação do bebê no útero e às vezes devido a focos de endometriose obstruindo as trompas.

Gravidez e endometriose

Endometriose durante a gravidez é uma preocupação comum, e por isso, um questionamento frequente no consultório.

 

Evidências científicas demonstram que mulheres com endometriose apresentam um risco maior para abortamento, parto prematuro, bebê pequeno e placenta em posição baixa.

 

endometriose na cicatriz cesárea e gravidez

 

 

 

Embora estes riscos sejam aumentados é importante destacar que é mais provável que tudo dê certo ao longo da gestação. 

 

Mulheres com endometriose na cicatriz da cesárea não apresentam um risco maior para as complicações acima citadas.

 

Conheça um pouco mais sobre o Dr. Fernando Guastella e se precisar, agende uma consulta

Entre em Contato

kyleena 

 

Ginecologista especialista em endometriose de cicatriz de cesárearea
Dr. Fernando Guastella, ginecologista pela USP e especialista em endometriose.

 

Você sabe o que é ginecologia integrativa?

 

Saiba Mais:

Endometriose: adenomiose.

Ultrassom: tireoidemamasabdomecarótidas.

Saúde: corrimentolaser, carboidratosfibrasgorduraspompoarismovaginismocoronavírus e gravidez

 

Referências bibliográficas

  1. Endometriose na cicatriz da cesárea: apresentação de 198 casos e revisão de literatura. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30658623;
  2. Pesquisa Nacional de Endometriose Umbilical no Japão. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30965115;
  3. Aspectos clínicos e tratamento da endometriose inguinal: uma série de casos de 20 pacientes. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31381248;
  4. Acurácia do ultrassom transvaginal versus ressonância magnética no diagnóstico da endometriose do retossigmóide: revisão sistemática e metanálise.https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30964888;
  5. Endometriose e complicações obstétricas: uma revisão sistemática e metanálise. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28874260.
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Cuide-se.
Tire todas as
suas dúvidas.

2 Comentários “Tudo sobre endometriose na cicatriz da cesárea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *