Blog

Qual o melhor tratamento para a candidíase de repetição

Candidíase

Como tratar a candidíase de repetição

Neste texto você encontrará informações sobre o que é candidíase de repetição, sintomas e os melhores tratamentos, incluindo tratamentos tradicionais e naturais.

O que é candidíase de repetição.

A candidíase de repetição, também é chamada de candidíase recorrente e é definida quando a mulher apresenta 4 ou mais episódios da infecção em um ano.

 

A candidíase é um corrimento comum, acometendo cerca de 75% das mulheres pelo menos uma vez ao longo da vida. Já a candidíase de repetição acontece em cerca de 5% das mulheres.

 

A candidíase é causada por um fungo, chamado cândida que possui diferentes espécies.

 

Candidíase

 

A candidíase mais comum é causada pala pela Cândica albicans, mas outras espécies como a glabrata, krusei, tropicalis e parapsilosis também podem ser as responsáveis e sua identificação é muito importante para orientar o tratamento, especialmente nos casos de candidíase recorrente, já que algumas espécies são resistentes a alguns antibióticos.

Sintomas

Os sintomas da candidíase são:

  • Corrimento branco, espesso, que pode formar placas, geralmente sem cheiro;
  • Coceira dentro da vagina e na parte externa chamada vulva;
  • Ardência ao urinar;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Vermelhidão na vulva e vagina;
  • Inchaço na vagina e vulva.

Existe um termo chamado candidíase complicada, definido quando a infecção causa manifestações clínicas severas, ou quando associada com quadros de imunodeficiência, mas também é utilizada como sinônimo para candidíase recorrente.

 

Candidíase

O que causa a candidíase de repetição

Existem diversos fatores que podem estar relacionados com a candidíase de repetição e nem sempre é possível estabelecer a causa das infecções recorrentes.

Os principais fatores relacionados são:

  • Stress;
  • Sedentarismo;
  • Sono insuficiente ou de baixa qualidade;
  • Uso de antibióticos;
  • Infecção por espécies de cândida não albicans;
  • Gravidez;
  • Diabetes;
  • Imunodepressão e doenças imunológicas;
  • Anticoncepcionais;
  • Alimentação rica em gorduras e carboidratos;
  • Falta de higiene apropriada na região íntima;
  • Vestuário inadequado;
  • Deixar região genital úmida (como na praia ou piscina).

Melhor tratamento.

O melhor tratamento para a candidíase de repetição passa inicialmente por uma avaliação clínica cuidadosa, para se identificar as possíveis causas da infecção recorrente, identificação da espécie de cândida, além dos diagnósticos diferenciais que podem ser semelhantes, como vaginose citolítica e alergias na região vulvar e vaginal.

 

Mudanças no estilo de vida, incluindo controle do stress, atividade física e hábitos alimentares saudáveis, sono de qualidade e em quantidade correta são essenciais.

 

Todos estes aspectos são abordados na ginecologia integrativa, maneira pela qual eu atendo.

Tratamento tradicional para a candidíase de repetição.

É importante na vigência aguda de uma das infecções, ser examinada por um ginecologista, sem ter feito uso de antibióticos tópicos ou sistêmicos, para colher uma cultura do corrimento.

 

O objetivo é identificar a espécie da cândida, já que o tratamento pode ser modificado de acordo com a espécie causadora.

 

O tratamento medicamentoso pode ser realizado de diferentes maneiras, mas os principais são:

 

Candidíase

 

Candidíase de repetição por Cândida albicans: fluconazol via oral em dias alternados por três dias e depois o tratamento de manutenção com uma dose por semana por 6 meses.

 

Existem outras opções par o tratamento, dependendo dos antecedentes pessoais e das medicações previamente utilizadas.

 

Outra opção é o tratamento com cremes vaginais, com manutenção por pelo menos 6 meses.

 

Além do uso das medicações deve-se identificar e corrigir a causa base, do contrário após o término do tratamento é comum o retorno do corrimento.

Candidíase de repetição por espécies não albicans:

Os tratamentos dirigidos para a espécie identificada nas culturas de secreção vaginal apresentam resultados muito superiores, quando comparado com tratamentos empíricos.

 

É importante destacar que a cultura para fungos pode demorar até 30 dias para ficar pronta nos laboratórios, mas é fundamental nas infecções recorrentes.

 

Candidíase

 

Tratamentos naturais para candidíase de repetição

Os tratamentos naturais para a candidíase de repetição podem ser utilizados como uma tentativa para diminuir os episódios de candidíase recorrente.

Os tratamentos alternativos mais utilizados são:

  • Óleo de coco;
  • Iogurte;
  • Bicarbonato de sódio
  • Óleo de melaleuca.

É importante destacar que a vagina, como qualquer mucosa, tem a capacidade de absorver alguns medicamentos e substâncias, podendo causar problemas graves à sua saúde.

 

Pense bem antes de colocar qualquer substância na vagina. Na dúvida, consulte o seu médico sobre como usar os tratamentos naturais para a candidíase.

Probióticos para a candidíase de repetição

Uma das causas da candidíase de repetição é a mudança na flora intestinal e vaginal.

 

Esse é um dos motivos para a mudança na alimentação e no uso dos probióticos no tratamento.

 

É comum a associação de probióticos no tratamento da candidíase de repetição, que pode ser pela via oral ou vaginal, dependendo do medicamento prescrito.

Candidíase de repetição e homeopatia

Não há evidência científica que qualquer preparação na homeopatia, tenha resultado benéfico no tratamento da candidíase de repetição.

 

Agora que você já sabe um pouco sobre a candidíase de repetição, conheça o Dr. Fernando Guastella e, se precisar, agende uma consulta.

 

Médico ginecologista especialista em candidíase de repetição
Dr. Fernando Guastella

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a síndrome dos ovários policísticos, conheça o Dr. Fernando Guastella e, se precisar, agende uma consulta.

                                                               kyleena

 

Referências bibliográficas:

  1. Terapia semanal com fluconazol para candidíase vulvovaginal recorrente: uma revisão sistemática e meta-análise. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23280281/;
  2. Probióticos para tratamento e prevenção de infecções urogenitais em mulheres: uma revisão sistemática. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27218592/;
  3. Uma atualização sobre os papéis das espécies de Candida não-albicans na vulvovaginite. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30384449/;
  4. Candidíase recorrente: uma revisão das recomendações de diferentes diretrizes. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28299777/

Sites em inglês sobre tratamento natural e candidíase de repetição

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Cuide-se.
Tire todas as
suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *