Blog

Endometriose no nervo ciático: sintomas e tratamento

endometriose no ciático

endometriose no nervo ciático é uma doença pouco comum, mas que causa um sofrimento muito grande na vida das mulheres acometidas. Neste texto vou explicar os sintomas, como fazer o diagnóstico e os possíveis tratamentos.

 

Antes de mais nada é importante ressaltar que a endometriose regride com a menopausa e, portanto, todos os tratamentos devem levar em consideração os benefícios, mas também os riscos das lesões permanentes decorrentes do tratamento.

Sintomas da endometriose no nervo ciático.

 

Os sintomas da endometriose no nervo ciático podem ser semelhantes ao acometimento do nervo por causas ortopédicas ou da coluna.

 

A principal diferença é que no início da doença, a dor começa com a menstruação, estendendo-se por mais alguns dias após o seu término.

 

Com a evolução da doença a dor pode se tornar constante e geralmente de grande intensidade.

 

Os sintomas específicos da endometriose no nervo ciático são:

  • Dor com irradiação para a coxa e perna;
  • Dormência na perna;
  • Caibras na perna;
  • Deficiências motoras;
  • Queda do pé.

Sintomas da endometriose profunda em outros locais estão frequentemente associados.

 

Sintomas da endometriose profunda na pelve

 

O nervo ciático direito é mais acometido que o esquerdo, diferentemente da maior parte das lesões de endometriose profunda na pelve.

 

Dor que irradia para as costas ou dor no sacro é algo muito comum nas mulheres com endometriose profunda e a maior parte das vezes não está relacionado com a endometriose no nervo ciático.

 

A endometriose no ligamento uterossacro é o local mais comum de endometriose profunda na pelve, sendo que o ligamento começa no útero e termina no sacro, motivo comum da dor ser irradiada para as costas e região do sacro.

 

origem do nervo ciático. Explicação para endometriose profunda no nervo ciático
Desenho esquemático mostrando a origem do nervo ciático por diferentes raízes nervosas da coluna.

 

Diagnóstico

É muito importante que o ginecologista faça o diagnóstico da endometriose do nervo ciático antes de qualquer procedimento cirúrgico.

 

A principal causa do retorno dos sintomas de endometriose após a cirurgia é um procedimento incompleto e, portanto, o estadiamento pré-operatório é fundamental.

 

O exame físico no consultório poderá trazer informações importantes, como a manobra de Lasegue ou a perda do reflexo calcâneo com a percussão.

 

Manobra de Lasegue:

Elevasse passivamente a perna do paciente, geralmente até 30-40 graus e a dor que o paciente sente aparece no exame físico.

 

Endometriose no Ciático: exame físico com manobra de lasegue

Manobra de Lasegue utilizada no exame físico para demonstração de acometimento neurológico.

 

O ultrassom com preparo intestinal e a ressonância magnética são os melhores exames para o diagnóstico da endometriose profunda, devendo ser realizados por um especialista em endometriose.

 

Para a endometriose no nervo ciático o exame de escolha é a ressonância magnética.

 

Endometriose no Ciático
Imagem de um artigo científico encontrado em: Saar TD, Pacquée S, Conrad DH, et al. Endometriosis Involving the Sciatic Nerve: A Case Report of Isolated Endometriosis of the Sciatic Nerve and Review of the Literature. Gynecol Minim Invasive Ther. 2018;7(2):81-85. doi:10.4103/GMIT.GMIT_24_18

 

Tratamento

Quando o diagnóstico é realizado antes dos distúrbios neurológicos aparecerem, o tratamento deve ser instituído o mais rápido possível, pois os danos neurológicos podem ser permanentes, mesmo após a retirada dos focos da doença.

 

A endometriose no nervo ciático pode ter associação com outros focos de endometriose profunda na pelve, mas lesões isoladas no nervo têm sido descritas.

Cirurgia

A cirurgia é o melhor tratamento quando a mulher apresenta muitos sintomas dolorosos, especialmente sem melhora com medicações e quando ainda não existe dano neurológico significativo.

 

Deve ser realizada por laparoscopia e por um cirurgião com muita experiência em endometriose e cirurgia neuropélvica.

 

Quando já existe dano neurológico significativo, a cirurgia tem mostrado melhora significativa da dor, porém, existe a possibilidade de piora dos sintomas neurológicos, como perda de força, deficiência ao andar e pé-caído, às vezes de forma irreversível.

 

A fisioterapia no pós-operatório deve ser iniciada assim que possível.

Tratamento medicamentoso

Devido a risco de lesão permanente do nervo, deve-se discutir com a paciente as alterativas de tratamento hormonal, juntamente com os tratamentos complementares.

 

Algumas vezes a melhor opção é o tratamento medicamentoso.

 

As principais medicações utilizadas são:

  • Dienogeste ou outras progesteronas;
  • Análogos de GNRH;
  • DIU hormonal (Mirena e Kyleena);
  • Implante hormonal;
  • Anti-inflamatórios e Opióides.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a endometriose no nervo ciático, conheça o Dr. Fernando Guastella e, se precisar, agende uma consulta.

 

                                                               kyleena

Referências bibliográficas em inglês:

  1. Acompanhamento de cinco anos após ressecção laparoscópica de endometriose infiltrativa profunda do nervo ciático. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28445777/;
  2. Endometriose envolvendo o nervo ciático: relato de caso e revisão da literatura. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30254944/;
  3. Endometriose extrapélvica do nervo ciático, o papel da ressonância magnética: relato de caso e revisão sistemática. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31688247/
  4. Ultrassonografia da endometriose do nervo ciático. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27105020/;

 

Sites em inglês sobre o tema:

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on whatsapp

Cuide-se.
Tire todas as
suas dúvidas.

2 Comentários “Endometriose no nervo ciático: sintomas e tratamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *